CONHECIMENTO

Por segurança, muitas empresas seguem com suas equipes trabalhando remotamente. Há ainda as que já veem essa como uma possibilidade permanente e também as que possuem membros da equipe que são de outras cidades.

Como já falamos por aqui, a tendência é que esse modelo de trabalho se torne cada vez mais comum e o tradicional “bater ponto” no escritório seja cada vez mais raro.

Com esse novo formato, as empresas precisam lidar com mais uma questão: Como criar conexão entre pessoas que não compartilham o mesmo espaço? Afinal, em alguns momentos, a equipe vai precisar realizar ações em conjunto e precisa estar alinhada para tal.

Outra questão é a importância do senso de pertencimento a uma equipe, já que faz toda a diferença para o colaborador se sentir parte de um grupo e entender sua função dentro dele.

Separamos algumas dicas que podem ajudar a melhorar essas questões em tempos de equipes remotas. Acompanhe:

  • Reuniões e confraternizações:

Quando for possível, e com segurança, reúna as pessoas presencialmente. Seja para uma reunião ou uma confraternização, é importante o contato para gerar conexão. Com planejamento, também é possível convidar os colaboradores de outras cidades para estarem presentes.

  • Trabalhos em equipe:

Sempre que possível, disponibilize tarefas que precisem ser executadas em equipe. O trabalho em conjunto aproxima e alinha objetivos dos colaboradores, além de permitir contato mais próximo (mesmo que virtual), entre eles.

  • Comunicação

Manter contato é muito importante para não perder o vínculo com os colaboradores. Envie e-mails informando novidades da empresa, realize calls e bate-papos para manter uma troca de informações sobre projetos e objetivos e tente manter um canal aberto para o colaborador se sinta à vontade em compartilhar informações e tirar dúvidas quando necessário. Mas atenção: cuidado para a comunicação ser feita pelos canais certos e dentro do horário de trabalho.

Leia outros conteúdos sobre o assunto:

Hora de voltar para o escritório (ou mais ou menos isso)

4 tendências que irão moldar o trabalho nos próximos anos

Comente