CONHECIMENTO

oque-vende-sua-marca

E por que as pessoas optam pela sua marca?

No marketing globalizado, o processo de compra e venda se baseia cada vez mais na seleção de produtos por afinidade – e entre uma infinidade de marca, slogans e opções, por que seu cliente opta ou optaria por você?

como-vender-sua-marca

Se você ficou em dúvida, talvez sua empresa sofra com um problema de posicionamento. A idealização de um posicionamento combinada à correspondência total e constante de seus propósitos é fundamental. É o posicionamento que define a lembrança: um espaço exclusivo para sua marca na mente do cliente. Entretanto, como posicionar-se?

Para posicionar uma marca, devemos considerar três questões fundamentais:

  • A quem ela se destina?
  • Que problema ela resolve?
  • Qual o seu diferencial perante a concorrência?

Uma análise aprofundada acerca do público em questão é a ação primordial – e fundamental – para a definição do posicionamento. Quem é seu consumidor? Quais são suas dores, necessidades e padrões de compra? A que imagens interligadas à mente do cliente seu produto pode atrelar-se?

Atingir o âmago emocional do consumidor é essencial no processo de venda e marketing. Em estudo acerca do comportamento emocional de consumidores, o SEBRAE interliga “motivação” e “necessidade” através do fio emocional do comprador. Na busca pela realização pessoal, clientes tendem a adquirir produtos e serviços que supram necessidades emocionais – deixando a funcionalidade em segundo plano.

O que isso quer dizer? Que a venda, além da busca por uma brecha na concorrência, envolve a busca por uma brecha emocional – “busca”, afinal, ela já existe na mente do cliente.

Na era da supersaturação comunicacional, sacrificar-se para implantar um novo conceito é quase sempre inútil. Pense com inteligência: aproveite conceitos que já existem. O foco perante aos desejos, imagens e comportamentos que circundam a mente do cliente resultam na possibilidade de adequação da marca, de modo a supri-los, ampliando a relação de confiança e afetividade entre empresa e consumidor. Estes são, sem sombra de dúvida, os laços comunicacionais mais fortes.

Comente